Executar uma instância a partir de um modelo de execução - Amazon Elastic Compute Cloud

Executar uma instância a partir de um modelo de execução

É possível usar um modelo de execução para armazenar parâmetros de inicialização de instâncias para que não seja necessário especificá-los sempre que iniciar uma instância. Por exemplo, você pode criar um modelo de execução com o ID da AMI, o tipo de instância e as configurações de rede que normalmente usa para iniciar instâncias. Ao iniciar uma instância usando o console do Amazon EC2, um AWS SDK ou uma ferramenta de linha de comando, é possível especificar o modelo de execução em vez de inserir os parâmetros novamente.

Para cada modelo de execução, é possível criar uma ou mais versões de modelo de execução numeradas. Cada versão pode ter diferentes parâmetros de execução. Ao executar uma instância a partir de um modelo de execução, será possível usar qualquer versão do modelo de execução. Se você não especificar uma versão, a versão padrão será usada. É possível definir qualquer versão do modelo de execução como a versão padrão — por padrão, ela é a primeira versão do modelo de execução.

O diagrama a seguir mostra um modelo de execução com três versões. A primeira versão especifica o tipo de instância, o ID da AMI, a sub-rede e o par de chaves a ser usado para executar a instância. A segunda versão baseia-se na primeira versão e também especifica um grupo de segurança para a instância. A terceira versão usa valores diferentes para alguns parâmetros. A versão 2 é definida como a versão padrão. Se você tiver executado uma instância a partir desse modelo de execução, os parâmetros de execução da versão 2 serão usados caso nenhuma outra versão tenha sido especificada.

Modelo de inicialização com três versões.