Requisitos de réplica para o Oracle - Amazon Relational Database Service

Requisitos de réplica para o Oracle

Antes de criar uma réplica do Oracle, verifique os requisitos a seguir.

Requisitos de versão e licenciamento para réplicas do Oracle

Antes de criar uma réplica do Oracle, verifique os seguintes requisitos de versão e licenciamento:

  • Se a réplica estiver no modo somente leitura, verifique se você tem uma licença do Active Data Guard. Se você colocar a réplica no modo montado, não precisará de uma licença do Active Data Guard. Somente o mecanismo de banco de dados Oracle oferece suporte a réplicas montadas.

  • Réplicas do Oracle só estão disponíveis no mecanismo do Oracle Enterprise Edition (EE).

  • Réplicas do Oracle estão disponíveis para instâncias criadas usando a versão Oracle Database 12c versão 1 (12.1.0.2.v10) e versões 12c posteriores, bem como para instâncias não CDB do Oracle Database 19c. Réplicas de CDBs do não são compatíveis.

  • Réplicas do Oracle estão disponíveis somente para instâncias de banco de dados na plataforma EC2-VPC.

  • Réplicas do Oracle estão disponíveis somente para instâncias de banco de dados em execução em classes de instância de banco de dados com duas ou mais vCPUs. Uma instância de banco de dados de origem não pode utilizar as classes de instância db.t3.micro ou db.t3.small.

  • A versão do mecanismo de banco de dados Oracle da instância de banco de dados de origem e todas as réplicas devem ser iguais. O Amazon RDS atualiza as réplicas imediatamente após a atualização da instância de banco de dados de origem, desconsiderando a janela de manutenção de uma réplica. Para atualizações de versões principais de réplicas entre regiões, o Amazon RDS faz automaticamente o seguinte:

    • Gera um grupo de opções para a versão de destino.

    • Copia todas as opções e as configurações de opção do grupo de opções original para o novo grupo de opções.

    • Associa a réplica entre regiões atualizada ao novo grupo de opções.

    Para obter mais informações sobre como atualizar a versão do mecanismo de banco de dados, consulte Atualizar o mecanismo de banco de dados Oracle.

Restrições e requisitos de opções para réplicas do Oracle

Antes de criar uma réplica para o Oracle, verifique os requisitos e as restrições para grupos de opções:

  • Se a réplica do Oracle estiver na mesma região da AWS que a instância de banco de dados de origem, verifique se ela pertence ao mesmo grupo de opções que essa instância. Modificações no grupo de opções de origem ou na associação do grupo de opções de origem são propagadas para as réplicas. Essas alterações serão aplicadas às réplicas logo depois de serem aplicadas à instância de banco de dados de origem, independentemente da janela de manutenção da réplica.

    Para obter mais informações sobre grupos de opções, consulte Trabalhar com grupos de opções.

  • Quando você cria uma réplica entre regiões no Oracle, o Amazon RDS cria um grupo de opções dedicado para ela.

    Não é possível remover uma réplica entre regiões no Oracle do seu grupo de opções dedicado. Nenhuma outra instância de banco de dados pode usar o grupo de opções dedicado para uma réplica entre regiões no Oracle.

    Você só pode adicionar ou remover as seguintes opções não replicadas de um grupo de opções dedicado:

    • NATIVE_NETWORK_ENCRYPTION

    • OEM

    • OEM_AGENT

    • SSL

    Para adicionar outras opções a uma réplica entre regiões no Oracle, adicione-as ao grupo de opções da instância de banco de dados de origem. A opção também é instalada em todas as réplicas da instância do banco de dados de origem. Para opções licenciadas, verifique se existem licenças suficientes para as réplicas.

    Quando você promove uma réplica entre regiões no Oracle, a réplica promovida se comporta da mesma maneira que outras instâncias de banco de dados Oracle, inclusive com relação ao gerenciamento de suas opções. Você pode promover uma réplica, explícita ou implicitamente, excluindo a instância de banco de dados de origem.

    Para obter mais informações sobre grupos de opções, consulte Trabalhar com grupos de opções.

Restrições e requisitos diversos para réplicas do Oracle

Antes de criar uma réplica do Oracle, verifique as restrições e os requisitos diversos a seguir:

  • Não é possível criar snapshots manuais de réplicas de leitura do Amazon RDS for Oracle ou habilitar backups automáticos para eles.

  • Se uma instância de banco de dados for a origem de uma ou mais réplicas entre regiões, o banco de dados de origem reterá os logs redo arquivados até que sejam aplicados em todas as réplicas entre regiões. Os logs redo arquivados podem resultar em aumento no consumo de armazenamento.

  • Um trigger de login em uma instância primária deve permitir o acesso ao usuário RDS_DATAGUARD e a qualquer usuário cujo valor AUTHENTICATED_IDENTITY seja RDS_DATAGUARD ou rdsdb. Além disso, o gatilho não deve definir o esquema atual para o usuário RDS_DATAGUARD.

  • Para evitar interromper a automação do RDS, os gatilhos do sistema devem permitir que usuários específicos façam logon no banco de dados primário e de réplica. Os gatilhos do sistema incluem disparadores de função DDL, logon e banco de dados. Recomendamos que você adicione código aos seus gatilhos para excluir os usuários listados no seguinte código de exemplo:

    -- Determine who the user is SELECT SYS_CONTEXT('USERENV','AUTHENTICATED_IDENTITY') INTO CURRENT_USER FROM DUAL; -- The following users should always be able to login to either the Primary or Replica IF CURRENT_USER IN ('master_user', 'SYS', 'SYSTEM', 'RDS_DATAGUARD', 'rdsdb') THEN RETURN; END IF;
  • Para evitar o bloqueio de conexões do processo do agente do Data Guard, não ative sessões restritas. Para obter mais informações sobre sessões restritas, consulte Habilitar e desabilitar sessões restritas.

  • O rastreamento de alterações de bloco é compatível com réplicas somente leitura, mas não com réplicas montadas. Você pode alterar uma réplica montada para uma réplica somente leitura e habilitar o rastreamento de alterações de bloco. Para obter mais informações, consulte Habilitar e desabilitar o controle de alterações de bloco.