Executar comandos no console - AWS Systems Manager

Executar comandos no console

Você pode usar o Run Command, um recurso do AWS Systems Manager no AWS Management Console, para configurar os nós gerenciados, sem ter que fazer login neles. Este tópico inclui um exemplo que mostra como atualizar o SSM Agent em um nó gerenciado usando o Run Command.

Antes de começar

Antes de enviar um comando usando o Run Command, verifique se os nós gerenciados atendem aos requisitos do Systems Manager.

Para enviar um comando usando o Run Command

  1. Abra o console do AWS Systems Manager em https://console.aws.amazon.com/systems-manager/.

  2. No painel de navegação, escolha Run Command.

    - ou -

    Se a página inicial do AWS Systems Manager abrir primeiro, escolha o ícone de menu ( ) para abrir o painel de navegação e escolha Run Command.

  3. Selecione Run command (Executar comando).

  4. Na lista Command document (Documento de comando), escolha um documento do Systems Manager.

  5. Na seção Command parameters, especifique valores para os parâmetros necessários.

  6. Na seção Targets (Destinos), escolha os nós gerenciados nos quais você quer executar essa operação, especificando as etiquetas, selecionando as instâncias ou dispositivos de borda manualmente ou especificando um grupo de recursos.

    nota

    Se um nó gerenciado que você espera ver não estiver listado, consulte Solução de problemas de disponibilidade do nó gerenciado para obter dicas de solução de problemas.

  7. Para Other parameters (Outros parâmetros):

    • Em Comment (Comentário), digite as informações sobre esse comando.

    • Em Timeout (seconds) (Tempo limite [segundos]), especifique o número de segundos para o sistema aguardar até a falha de execução do comando total.

  8. Para Rate control (Controle de taxa):

    • Em Concurrency (Concorrência), especifique um número ou uma porcentagem de nós gerenciados nos quais executar o comando ao mesmo tempo.

      nota

      Se você selecionou destinos especificando tags aplicadas a instâncias a nós gerenciados ou especificando grupos de recursos da AWS, e não tiver certeza de quantas instâncias são direcionadas, restrinja o número de instâncias que poderão executar o documento ao mesmo tempo, especificando uma porcentagem.

    • Em Error threshold (Limite de erro), especifique quando parar de executar o comando em outros nós depois de falhar em alguns ou em uma porcentagem de nós. Por exemplo, se você especificar três erros, o Systems Manager deixará de enviar o comando quando o 4° erro for recebido. Os nós gerenciados que continuam processando o comando também podem enviar erros.

  9. (Opcional) Escolha um alarme do CloudWatch para aplicar ao seu comando para monitoramento. Para anexar um alarme do CloudWatch ao seu comando, a entidade principal do IAM que executa o comando deve ter permissão para a ação iam:createServiceLinkedRole. Para obter mais informações sobre alarmes do CloudWatch, consulte Usar alarmes do Amazon CloudWatch. Observe que, se o alarme for ativado, quaisquer invocações de comando pendentes não serão executadas.

  10. (Opcional) Em Output options (Opções de saída), para salvar a saída do comando em um arquivo, selecione a caixa Write command output to an S3 bucket (Gravar saída do comando em um bucket do S3). Digite os nomes de bucket e prefixo (pastas) nas caixas de texto.

    nota

    As permissões do S3 que concedem a possibilidade de gravar os dados em um bucket do S3 são as do perfil da instância (para instâncias do EC2) ou uma função de serviço do IAM (máquinas on-premises) atribuída à instância, e não as do usuário do IAM que realiza essa tarefa. Para obter mais informações, consulte Criar um perfil da instância do IAM para o Systems Manager ou Criar uma função de serviço do IAM para um ambiente híbrido. Além disso, se o bucket do S3 especificado estiver em uma conta da Conta da AWS diferente, verifique se o perfil da instância ou a função de serviço do IAM associado ao nó gerenciado tenha as permissões necessárias para gravar nesse bucket.

  11. Na seção SNS notifications (Notificações do SNS), se quiser enviar notificações sobre o status da execução do comando, marque a caixa de seleção Enable SNS notifications (Habilitar notificações do SNS).

    Para obter mais informações sobre a configuração de notificações do Amazon SNS para o Run Command, consulte Monitorar alterações de status do Systems Manager usando as notificações do Amazon SNS.

  12. Escolha Run.

Para obter informações sobre como cancelar um comando, consulte Cancelar um comando.

Executar comandos novamente

O Systems Manager inclui duas opções para ajudar você a executar novamente um comando na página Run Command no console do Systems Manager.

  • Rerun (Reexecutar): este botão permite que você execute o mesmo comando sem fazer alterações nele.

  • Copy to new (Copiar para novo): este botão copia as configurações de um comando para um novo comando e dá a você a opção de editar essas configurações antes de executá-lo.

Como executar novamente um comando

  1. Abra o console do AWS Systems Manager em https://console.aws.amazon.com/systems-manager/.

  2. No painel de navegação, escolha Run Command.

    - ou -

    Se a página inicial do AWS Systems Manager abrir primeiro, escolha o ícone de menu ( ) para abrir o painel de navegação e escolha Run Command.

  3. Escolha um comando a ser reexecutado. É possível executar novamente um comando imediatamente após sua execução na página de detalhes do comando. Ou, é possível escolher um comando que você executou anteriormente na guia Command history (Histórico de comandos).

  4. Escolha Rerun (Executar novamente) para executar o mesmo comando sem alterações ou escolha Copy to new (Copiar para novo) para editar as configurações do comando antes de executá-lo.

Atualizar o SSM Agent usando Run Command

O procedimento a seguir descreve como atualizar o SSM Agent em execução em seus nós gerenciados. Você pode atualizar para a versão mais recente do SSM Agent ou fazer downgrade para uma versão mais antiga. Quando você executa o comando, o sistema faz download da versão da AWS, instala essa versão e desinstala a versão que existia antes do comando ser executado. Se ocorrer um erro durante esse processo, o sistema retornará à versão no servidor antes de o comando ser executado, e o status do comando mostrará que o comando falhou.

Para ser notificado sobre atualizações do SSM Agent, inscreva-se na página Notas de release do SSM Agent no GitHub.

Para atualizar o SSM Agent usando o Run Command

  1. Abra o console do AWS Systems Manager em https://console.aws.amazon.com/systems-manager/.

  2. No painel de navegação, escolha Run Command.

    - ou -

    Se a página inicial do AWS Systems Manager abrir primeiro, escolha o ícone de menu ( ) para abrir o painel de navegação e escolha Run Command.

  3. Selecione Run command (Executar comando).

  4. Na lista Command document (Documento do comando), escolha AWS-UpdateSSMAgent.

  5. Na seção Command parameters, especifique valores para os parâmetros a seguir, se desejar:

    1. (Opcional) Em Version (Versão), digite a versão do SSM Agent a ser instalada. Você pode instalar versões antigas do agente. Se você não especificar uma versão, o serviço instalará a versão mais recente.

    2. (Opcional) Para Allow Downgrade (Permitir downgrade), escolha true para instalar uma versão anterior do SSM Agent. Se você escolher essa opção, especifique o número da versão antiga. Escolha false para instalar apenas a versão mais recente do serviço.

  6. Na seção Targets (Destinos), escolha os nós gerenciados nos quais você quer executar essa operação, especificando as etiquetas, selecionando as instâncias ou dispositivos de borda manualmente ou especificando um grupo de recursos.

    nota

    Se um nó gerenciado que você espera ver não estiver listado, consulte Solução de problemas de disponibilidade do nó gerenciado para obter dicas de solução de problemas.

  7. Para Other parameters (Outros parâmetros):

    • Em Comment (Comentário), digite as informações sobre esse comando.

    • Em Timeout (seconds) (Tempo limite [segundos]), especifique o número de segundos para o sistema aguardar até a falha de execução do comando total.

  8. Para Rate control (Controle de taxa):

    • Em Concurrency (Concorrência), especifique um número ou uma porcentagem de nós gerenciados nos quais executar o comando ao mesmo tempo.

      nota

      Se você selecionou destinos especificando tags aplicadas a instâncias a nós gerenciados ou especificando grupos de recursos da AWS, e não tiver certeza de quantas instâncias são direcionadas, restrinja o número de instâncias que poderão executar o documento ao mesmo tempo, especificando uma porcentagem.

    • Em Error threshold (Limite de erro), especifique quando parar de executar o comando em outros nós depois de falhar em alguns ou em uma porcentagem de nós. Por exemplo, se você especificar três erros, o Systems Manager deixará de enviar o comando quando o 4° erro for recebido. Os nós gerenciados que continuam processando o comando também podem enviar erros.

  9. (Opcional) Em Output options (Opções de saída), para salvar a saída do comando em um arquivo, selecione a caixa Write command output to an S3 bucket (Gravar saída do comando em um bucket do S3). Digite os nomes de bucket e prefixo (pastas) nas caixas de texto.

    nota

    As permissões do S3 que concedem a possibilidade de gravar os dados em um bucket do S3 são as do perfil da instância (para instâncias do EC2) ou uma função de serviço do IAM (máquinas on-premises) atribuída à instância, e não as do usuário do IAM que realiza essa tarefa. Para obter mais informações, consulte Criar um perfil da instância do IAM para o Systems Manager ou Criar uma função de serviço do IAM para um ambiente híbrido. Além disso, se o bucket do S3 especificado estiver em uma conta da Conta da AWS diferente, verifique se o perfil da instância ou a função de serviço do IAM associado ao nó gerenciado tenha as permissões necessárias para gravar nesse bucket.

  10. Na seção SNS notifications (Notificações do SNS), se quiser enviar notificações sobre o status da execução do comando, marque a caixa de seleção Enable SNS notifications (Habilitar notificações do SNS).

    Para obter mais informações sobre a configuração de notificações do Amazon SNS para o Run Command, consulte Monitorar alterações de status do Systems Manager usando as notificações do Amazon SNS.

  11. Escolha Run.

Atualizar o PowerShell usandoRun Command

O procedimento a seguir descreve como atualizar o PowerShell para a versão 5.1 em seus nós gerenciados do Windows Server 2012 e 2012 R2. O script fornecido neste procedimento transfere a actualização do Windows Management Framework (WMF) versão 5.1 e inicia a instalação da actualização. Os nós são reinicializados durante esse processo porque isso é necessário ao instalar o WMF 5.1. O download e a instalação da atualização demoram aproximadamente cinco minutos para serem concluídos.

Para atualizar o PowerShell usandoRun Command

  1. Abra o console do AWS Systems Manager em https://console.aws.amazon.com/systems-manager/.

  2. No painel de navegação, escolha Run Command.

    - ou -

    Se a página inicial do AWS Systems Manager abrir primeiro, escolha o ícone de menu ( ) para abrir o painel de navegação e escolha Run Command.

  3. Selecione Run command (Executar comando).

  4. Na lista Command document (Documento do comando), escolha AWS-RunPowerShellScript.

  5. NoComandosColar os comandos a seguir para o sistema operacional.

    Windows Server 2012 R2
    Set-Location -Path "C:\Windows\Temp" Invoke-WebRequest "https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=839516" -OutFile "Win8.1AndW2K12R2-KB3191564-x64.msu" Start-Process -FilePath "$env:systemroot\system32\wusa.exe" -Verb RunAs -ArgumentList ('Win8.1AndW2K12R2-KB3191564-x64.msu', '/quiet')
    Windows Server 2012
    Set-Location -Path "C:\Windows\Temp" Invoke-WebRequest "https://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=839513" -OutFile "W2K12-KB3191565-x64.msu" Start-Process -FilePath "$env:systemroot\system32\wusa.exe" -Verb RunAs -ArgumentList ('W2K12-KB3191565-x64.msu', '/quiet')
  6. Na seção Targets (Destinos), escolha os nós gerenciados nos quais você quer executar essa operação, especificando as etiquetas, selecionando as instâncias ou dispositivos de borda manualmente ou especificando um grupo de recursos.

    nota

    Se um nó gerenciado que você espera ver não estiver listado, consulte Solução de problemas de disponibilidade do nó gerenciado para obter dicas de solução de problemas.

  7. Para Other parameters (Outros parâmetros):

    • Em Comment (Comentário), digite as informações sobre esse comando.

    • Em Timeout (seconds) (Tempo limite [segundos]), especifique o número de segundos para o sistema aguardar até a falha de execução do comando total.

  8. Para Rate control (Controle de taxa):

    • Em Concurrency (Concorrência), especifique um número ou uma porcentagem de nós gerenciados nos quais executar o comando ao mesmo tempo.

      nota

      Se você selecionou destinos especificando tags aplicadas a instâncias a nós gerenciados ou especificando grupos de recursos da AWS, e não tiver certeza de quantas instâncias são direcionadas, restrinja o número de instâncias que poderão executar o documento ao mesmo tempo, especificando uma porcentagem.

    • Em Error threshold (Limite de erro), especifique quando parar de executar o comando em outros nós depois de falhar em alguns ou em uma porcentagem de nós. Por exemplo, se você especificar três erros, o Systems Manager deixará de enviar o comando quando o 4° erro for recebido. Os nós gerenciados que continuam processando o comando também podem enviar erros.

  9. (Opcional) Em Output options (Opções de saída), para salvar a saída do comando em um arquivo, selecione a caixa Write command output to an S3 bucket (Gravar saída do comando em um bucket do S3). Digite os nomes de bucket e prefixo (pastas) nas caixas de texto.

    nota

    As permissões do S3 que concedem a possibilidade de gravar os dados em um bucket do S3 são as do perfil da instância (para instâncias do EC2) ou uma função de serviço do IAM (máquinas on-premises) atribuída à instância, e não as do usuário do IAM que realiza essa tarefa. Para obter mais informações, consulte Criar um perfil da instância do IAM para o Systems Manager ou Criar uma função de serviço do IAM para um ambiente híbrido. Além disso, se o bucket do S3 especificado estiver em uma conta da Conta da AWS diferente, verifique se o perfil da instância ou a função de serviço do IAM associado ao nó gerenciado tenha as permissões necessárias para gravar nesse bucket.

  10. Na seção SNS notifications (Notificações do SNS), se quiser enviar notificações sobre o status da execução do comando, marque a caixa de seleção Enable SNS notifications (Habilitar notificações do SNS).

    Para obter mais informações sobre a configuração de notificações do Amazon SNS para o Run Command, consulte Monitorar alterações de status do Systems Manager usando as notificações do Amazon SNS.

  11. Escolha Run.

Depois que a reinicialização do nó gerenciado e a instalação da atualização estiver concluída, conecte-se ao nó para confirmar se o PowerShell foi atualizado com êxito para a versão 5.1. Para conferir a versão do PowerShell em seu nó, abra o PowerShell e digite $PSVersionTable. OPSVersionna tabela de saída mostra 5.1 se a atualização foi bem-sucedida.

Se o PSVersion for diferente de 5.1, por exemplo 3.0 ou 4.0, consulte os logs de Configuração no Visualizador de eventos em Logs do Windows. Esses logs indicam por que a instalação da atualização falhou.