DiferenciarAWSRecursos com nomenclatura - AWS Toolkit for Eclipse

As traduções são geradas por tradução automática. Em caso de conflito entre o conteúdo da tradução e da versão original em inglês, a versão em inglês prevalecerá.

DiferenciarAWSRecursos com nomenclatura

Durante o desenvolvimento de novos produtos ou recursos, é útil para manterAWSOs recursos usados no desenvolvimento separados de recursos usados na produção. Uma abordagem para manter essa separação foi discutida noConfigurarAWSCredenciais, ou seja, usar contas diferentes para recursos de produção e desenvolvimento. Essa abordagem funciona especialmente bem ao usarAWSExplorador, porqueAWSO Explorer exibe recursos com base nas credenciais da conta. Esta seção debaterá uma abordagem alternativa em que uma convenção de nomenclatura é usada para diferenciar recursos de desenvolvimento e produção – e na qual o suporte à convenção de nomenclatura é implementado no código.

A ideia básica é distinguir o seuAWSRecursos, como buckets do Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) ou domínios do Amazon SimpleDB, adicionando um valor de string designado para o nome do recurso. Por exemplo, em vez de nomear o domínio do Amazon SimpleDB como “customers”, você o chamaria de “customers-dev” para uso de desenvolvimento ou “customer-prod” para uso de produção. No entanto, surgirá um problema se você precisar mover o código de desenvolvimento para produção. A esta altura, você precisaria alterar todas essas strings, talvez com um número de operações de pesquisa e substituição globais, o poderia ser entediante ou propenso a erros. Um método mais eficiente seria adicionar suporte à convenção de nomenclatura no código.

A classe StageUtils expõe o método a seguir.

public static String getResourceSuffixForCurrentStage()

O método getResourceSuffixForCurrentStage retorna uma string que corresponde ao "estágio" no ciclo de vida do software para o qual o recurso é usado, como "dev", "beta" ou "prod". Essa string pode acabar sendo anexada a identificadores de recursos usados no código. Você pode usar getResourceSuffixForCurrentStage para construir nomes de recurso. Por exemplo, o método a seguir, getTopicName, retorna um nome exclusivo para um tópico do Amazon SNS. Observe como ele incorpora o valor de retorno de getResourceSuffixForCurrentStage nesse nome.

private String getTopicName (Entry entry) { return "entry" + StageUtils.getResourceSuffixForCurrentStage() + "-" + entry.getId(); }

O valor retornado por getResourceSuffixForCurrentStage é recuperado da propriedade do sistema Java, "application.stage". Você pode especificar esse valor definindo a propriedade do sistema na configuração do contêiner do Elastic Beanstalk.

nota

No Toolkit for Eclipse, o aplicativo do Elastic Beanstalk precisa estar ativo e em execução para você acessar a configuração do contêiner. Alterar e salvar a configuração faz o aplicativo ser reiniciado automaticamente com a nova configuração.

Para acessar o painel Container/JVM Options do seuAWSAplicativo Elastic Beanstalk

  1. DentroAWSExplorer, Expanda aAWSElastic BeanstalkNó do e do aplicativo.

  2. Abaixo do nó do aplicativo, clique duas vezes no ambiente do Elastic Beanstalk.

  3. Na parte inferior do painel Overview, clique na guia Configuration.

  4. Na área de Container (Contêiner), configure as opções de contêiner.

  5. Na caixa Additional Tomcat JVM command line options (Opções adicionais de linha de comando do Tomcat JVM), especifique o valor da propriedade do sistema application.stage adicionando uma opção de linha de comando -D. Por exemplo, é possível usar a sintaxe a seguir para especificar se o valor da string deve ser "-beta".

    -Dapplication.stage=beta

    O getResourceSuffixForCurrentStage acrescenta automaticamente um caractere de hífen a qualquer valor de string especificado por você.

  6. Depois que você tiver adicionado o valor da propriedade do sistema, clique no menu File (Arquivo) e em Save (Salvar). O Eclipse salvará a nova configuração. O aplicativo deve ser reiniciado automaticamente. Você pode verificar a guia Events – na parte inferior do editor do Eclipse – do evento que indica que a nova configuração foi implantada com êxito no ambiente.

  7. Depois que o aplicativo for reiniciado, expanda aAmazon SimpleDBNó doAWSExplorer. Você já deve ver um novo conjunto de domínios que usam o valor de string especificado por você.

nota

Para obter mais informações sobre a configuração do contêiner, consulteCriar e implantar aplicativos Java noAWSElastic BeanstalknoAWS Elastic BeanstalkGuia do desenvolvedor.