Segurança da infraestrutura no Amazon CloudFront - Amazon CloudFront

Segurança da infraestrutura no Amazon CloudFront

Como um serviço gerenciado, o Amazon CloudFront é protegido pelos procedimentos de segurança da rede global da AWS descritos no whitepaper Amazon Web Services: Overview of Security Processes.

Você usa as chamadas de API da AWS para acessar o CloudFront por meio da rede. Os clientes devem oferecer suporte a Transport Layer Security (TLS) 1.0 ou posterior. Recomendamos TLS 1.2 ou posterior. Os clientes também devem ter suporte a pacotes de criptografia com sigilo de encaminhamento perfeito (PFS) como Ephemeral Diffie-Hellman (DHE) ou Ephemeral Elliptic Curve Diffie-Hellman (ECDHE). A maioria dos sistemas modernos suporta esses modos. Além disso, as solicitações devem ser assinadas usando um ID da chave de acesso e uma chave de acesso secreta associada a uma entidade principal do IAM. Ou você pode usar o AWS Security Token Service (AWS STS) para gerar credenciais de segurança temporárias para assinar solicitações.

O CloudFront Functions usa uma barreira de isolamento altamente segura entre as contas da AWS, garantindo que os ambientes do cliente estejam seguros contra ataques de canal lateral, como Spectre e Meltdown. O Functions não consegue acessar ou modificar dados que pertençam a outros clientes. O Functions é executado em um processo de encadeamento único dedicado em uma CPU dedicada sem hyperthreading. Em qualquer ponto de presença (POP) do local da borda do CloudFront, o CloudFront Functions atende apenas a um cliente por vez e todos os dados específicos do cliente são limpos entre execuções de funções.