Proteção de dados no AWS Identity and Access Management - AWS Identity and Access Management

Proteção de dados no AWS Identity and Access Management

O modelo de responsabilidade compartilhada da AWS se aplica à proteção de dados no AWS Identity and Access Management. Conforme descrito nesse modelo, a AWS é responsável por proteger a infraestrutura global que executa toda a Nuvem AWS. Você é responsável por manter o controle sobre seu conteúdo hospedado nessa infraestrutura. Esse conteúdo inclui as tarefas de configuração e gerenciamento de segurança dos Serviços da AWS que você usa. Para obter mais informações sobre a privacidade de dados, consulte as Perguntas frequentes sobre privacidade de dados. Para obter mais informações sobre a proteção de dados na Europa, consulte a postagem do blog AWS Shared Responsibility Model and GDPR no Blog de segurança da AWS.

Para fins de proteção de dados, recomendamos que você proteja as credenciais da conta da Conta da AWS e configure as contas de usuário individuais com o AWS Identity and Access Management (IAM). Dessa maneira, cada usuário receberá apenas as permissões necessárias para cumprir suas obrigações de trabalho. Recomendamos também que você proteja seus dados das seguintes formas:

  • Use uma autenticação multifator (MFA) com cada conta.

  • Use SSL/TLS para se comunicar com os recursos da AWS. Recomendamos TLS 1.2 ou posterior.

  • Configure o registro em log das atividades da API e do usuário com o AWS CloudTrail.

  • Use as soluções de criptografia da AWS, juntamente com todos os controles de segurança padrão nos serviços da AWS.

  • Use serviços gerenciados de segurança avançada, como o Amazon Macie, que ajuda a localizar e proteger dados pessoais armazenados no Amazon S3.

  • Se você precisar de módulos criptográficos validados pelo FIPS 140-2 ao acessar a AWS por meio de uma interface de linha de comando ou uma API, use um endpoint do FIPS. Para obter mais informações sobre endpoints do FIPS, consulte Federal Information Processing Standard (FIPS) 140-2.

É altamente recomendável que você nunca coloque informações de identificação confidenciais, como endereços de e-mail dos seus clientes, em marcações ou campos de formato livre, como um campo Name (Nome). Isso inclui quando você trabalha com o IAM ou outros produtos da AWS usando o console, a API, a AWS CLI ou AWS SDKs. Quaisquer dados inseridos em marcações ou campos de formato livre usados para nomes podem ser usados para logs de cobrança ou diagnóstico. Se você fornecer um URL para um servidor externo, recomendemos fortemente que não sejam incluídas informações de credenciais no URL para validar a solicitação a esse servidor.

Criptografia de dados no IAM e no AWS STS

A criptografia de dados geralmente se encaixa em duas categorias: criptografia em repouso e criptografia em trânsito.

Criptografia em repouso

Os dados coletados e armazenados pelo IAM são criptografados em repouso.

  • IAM: os dados coletados e armazenados no IAM incluem endereços IP, metadados da conta do cliente e dados de identificação do cliente que incluem senhas. Os metadados da conta do cliente e os dados de identificação do cliente são criptografados em repouso usando o AES 256 e o SHA 256 com hash.

  • AWS STS: o AWS STS não coleta conteúdo do cliente, exceto para logs de serviço que registram solicitações bem-sucedidas, com erro e com falha para o serviço.

Criptografia em trânsito

Os dados de identificação do cliente, incluindo senhas, são criptografados em trânsito usando o TLS 1.1 e 1.2. Todos os endpoints do AWS STS oferecem suporte a HTTPS para criptografar dados em trânsito. Para obter uma lista de endpoints do AWS STS, consulte Regiões e endpoints.

Gerenciamento de chaves no IAM e no AWS STS

Não é possível gerenciar chaves de criptografia usando o IAM ou o AWS STS. Para obter mais informações sobre chaves de criptografia, consulte O que é o AWS KMS? no Guia do desenvolvedor do AWS Key Management Service

Privacidade do tráfego entre redes no IAM e no AWS STS

As solicitações ao IAM devem ser feitas usando o protocolo Transport Layer Security (TLS). É possível proteger conexões com o serviço do AWS STS usando VPC endpoints. Para saber mais, consulte Usar VPC endpoints da interface do AWS STS.