Tipos de AMI - Amazon Elastic Compute Cloud

Tipos de AMI

Você pode selecionar uma AMI para uso com base nas seguintes características:

Permissões de execução

O proprietário de uma AMI determina sua disponibilidade especificando permissões de execução. As permissões de execução entram nas seguintes categorias.

Permissão de execução Descrição
pública O proprietário concede permissões de execução a todas as contas da AWS.
explícita O proprietário concede permissões de execução a contas específicas da AWS.
implícita O proprietário tem permissões de execução implícitas para uma AMI.

A Amazon e a comunidade do Amazon EC2 fornecem uma grande seleção de AMIs públicas. Para mais informações, consulte o AMIs compartilhadas. Os desenvolvedores podem cobrar por suas AMIs. Para obter mais informações, consulte AMIs pagas.

Armazenamento para o dispositivo raiz

Todas as AMIs são categorizadas como com Amazon EBS ou com armazenamento de instâncias. A primeira significa que o dispositivo raiz de uma instância executada na AMI é um volume do Amazon Elastic Block Store (Amazon EBS) criado em um snapshot do Amazon EBS. A última significa que o dispositivo raiz de uma instância executada na AMI é um volume de armazenamento de instâncias criado em um modelo no Amazon S3. Para obter mais informações, consulte Volume do dispositivo raiz da instância do Amazon EC2.

A tabela a seguir resume as diferenças importantes ao usar os dois tipos de AMIs.

Característica AMI com Amazon EBS AMI com armazenamento de instâncias da Amazon

Tempo de inicialização para uma instância

Geralmente menos que 1 minuto

Geralmente menos que 5 minutos

Limite de tamanho para um dispositivo raiz

16 TiB

10 GiB

Volume do dispositivo raiz

Volume do EBS

Volumes de armazenamento de instâncias

Persistência de dados

Por padrão, o volume raiz é excluído quando a instância é encerrada.* Os dados em todos os outros volumes do EBS persistem após o encerramento da instância, por padrão.

Os dados em qualquer volume do armazenamento de instâncias persistem apenas durante a vida útil da instância.

Modificações

O tipo de instância, o kernel, o disco da RAM e os dados do usuário podem ser alterados enquanto a instância está parada.

Os atributos de instância são fixos durante a vida útil de uma instância.

Cobranças

Você é cobrado pelo uso de instância, uso de volume do EBS; e pelo armazenamento da AMI como um snapshot do EBS.

Você é cobrado pelo uso da instância e pelo armazenamento da AMI no Amazon S3.

Criação/empacotamento da AMI

Usa um único comando/chamada

Requer instalação e uso de ferramentas de AMI

Estado parado

Pode estar em um estado interrompido. Mesmo quando a instância é interrompida e não está em execução, o volume raiz permanece no Amazon EBS

Não pode estar no estado parado. As instâncias estão em execução ou encerradas

* Por padrão, os volumes raiz do EBS têm o sinalizador DeleteOnTermination definido como true. Para obter informações sobre como alterar esse sinalizador para que o volume persista depois do encerramento, consulte Alterar o volume raiz para persistir.

Determinar o tipo de dispositivo raiz da AMI

Para determinar o tipo de dispositivo raiz de uma AMI usando o console

  1. Abra o console do Amazon EC2.

  2. No painel de navegação, clique em AMIs e selecione a AMI.

  3. Verifique o valor de Root Device Type (Tipo de dispositivo raiz) na guia Details (Detalhes) da seguinte maneira:

    • Se o valor é ebs, esta é uma AMI com Amazon EBS.

    • Se o valor for instance store, esta será uma AMI com armazenamento de instâncias.

Para determinar o tipo de dispositivo raiz de uma AMI usando a linha de comando

Você pode usar um dos comandos a seguir. Para obter mais informações sobre essas interfaces de linha de comando, consulte Acessar o Amazon EC2.

Estado parado

Você pode interromper uma instância com Amazon EBS, mas não uma instância com armazenamento de instâncias do Amazon EC2. Parar faz com que a instância pare de executar (seu status muda de running para stopping e para stopped). Uma instância parada persiste no Amazon EBS, o que permite que ela seja reiniciada. Parar é diferente de encerrar. Você não pode reiniciar uma instância encerrada. Como as instâncias com suporte do armazenamento de instâncias do Amazon EC2 não podem ser paradas, elas estão em execução ou encerradas. Para obter mais informações sobre o que acontece e o que você pode fazer enquanto uma instância está parada, consulte Interromper e iniciar sua instância.

Persistência e armazenamento de dados padrão

As instâncias que usam um volume de armazenamento de instâncias para o dispositivo raiz automaticamente têm armazenamento de instâncias disponível (o volume raiz contém a partição raiz, e você pode armazenar dados adicionais). Você pode adicionar armazenamento persistente à instância anexando um ou mais volumes do EBS. Todos os dados em um volume de armazenamento de instâncias são excluídos quando a instância falha ou é encerrada. Para obter mais informações, consulte Vida útil do armazenamento de instâncias.

As instâncias que usam o Amazon EBS para dispositivo raiz automaticamente têm um volume do EBS associado. O volume aparece em sua lista de volumes como qualquer outro. Com a maioria dos tipos de instância, por padrão, as instâncias com suporte do Amazon EBS não têm volumes de armazenamento de instâncias. Você pode adicionar volumes de armazenamento de instâncias ou volumes do EBS adicionais usando um mapeamento de dispositivos de blocos. Para obter mais informações, consulte Mapeamentos de dispositivos de blocos.

Tempos de inicialização

As instâncias executadas a partir de uma AMI baseada em Amazon EBS são executadas mais rapidamente do que as instâncias executadas a partir de uma AMI com armazenamento de instâncias. Quando você executa uma instância a partir de um AMI com armazenamento de instâncias, todas as partes precisam ser recuperadas do Amazon S3 para que a instância fique disponível. Com uma AMI com suporte do Amazon EBS, apenas as partes necessárias para inicializar a instância precisam ser recuperadas do snapshot para que a instância fique disponível. Contudo, o desempenho de uma instância que usa um volume do EBS para seu dispositivo raiz é mais lento por um breve período enquanto as partes restantes são recuperadas do snapshot e carregadas no volume. Quando você para e reinicia a instância, ela é executada rapidamente, porque o estado é armazenado em um volume do EBS.

Criação de AMIs

Para criar AMIs do Linux com armazenamento de instâncias, você deve criar uma AMI de sua instância na própria instância usando as ferramentas de AMI do Amazon EC2.

A criação de AMIs é muito mais fácil para AMIs com suporte do Amazon EBS. A ação da API CreateImage cria a AMI com Amazon EBS e a registra. Há também um botão no Console de gerenciamento da AWS que permite criar uma AMI em uma instância em execução. Para obter mais informações, consulte Criar uma AMI do Linux baseada em Amazon EBS.

Como você é cobrado

Com as AMIs com suporte do armazenamento de instâncias, você é cobrado pelo uso da instância e para armazenar a AMI no Amazon S3. Com as AMIs com suporte de Amazon EBS, você é cobrado pelo uso da instância, pelo uso e armazenamento de volume do EBS; e por armazenar a AMI como um snapshot do EBS.

Nas AMIs com armazenamento de instâncias do Amazon EC2, toda vez que você personaliza uma AMI e cria uma nova, todas as partes são armazenadas no Amazon S3 para cada AMI. Portanto, o volume de armazenamento de cada AMI personalizada é o tamanho completo da AMI. Para AMIs com suporte do Amazon EBS, sempre que você personaliza uma AMI e cria um nova, apenas as alterações são armazenadas. Portanto, o volume do armazenamento para AMIs subsequentes que você personaliza depois da primeira é muito menor resultando em cobranças menores de armazenamento de AMI.

Quando uma instância com suporte do Amazon EBS é parada, você não é cobrado pelo uso da instância. No entanto, você ainda é cobrado pelo armazenamento de volume. Assim que você iniciar a sua instância, cobraremos por um mínimo de um minuto por uso. Após um minuto, cobraremos apenas pelos segundos que você usar. Por exemplo, se você executar uma instância por 20 segundos e, em seguida, interrompê-la, cobraremos por um minuto completo. Se você executar uma instância por 3 minutos e 40 segundos, cobraremos exatamente por esse tempo de uso. Nós cobramos por cada segundo, com um mínimo de um minuto, que você mantenha a instância em execução, mesmo que a instância permaneça ociosa e você não se conecte a ela.