Amazon Elastic Compute Cloud
User Guide for Linux Instances

Criação de uma AMI em Linux com armazenamento de instâncias

Para criar uma AMI em Linux com armazenamento de instâncias, inicie a instância que você executou a partir de uma AMI em Linux com o armazenamento de instâncias existente. Depois de personalizar a instância para atender às suas necessidades, empacote o volume e registre uma nova AMI, que você pode usar para executar novas instâncias com essas personalizações.

O processo de criação da AMI é diferente para AMIs baseadas no Amazon EBS. Para obter mais informações sobre as diferenças entre instâncias com Amazon EBS e instâncias com armazenamento de instâncias, e como determinar o tipo de dispositivo raiz para sua instância, consulte Armazenamento para o dispositivo raiz. Se você precisar criar uma AMI do Linux com Amazon EBS, consulte Criação de uma AMI do Linux com Amazon EBS.

Visão geral do processo de criação para AMIs baseadas no armazenamento de instâncias

O diagrama a seguir resume o processo de criação de uma AMI a partir de uma instância com armazenamento de instâncias.


				Criação de uma AMI com armazenamento de instâncias

Primeiro, execute uma instância de uma AMI semelhante à AMI que você deseja criar. Você pode conectá-la à sua instância e personalizá-la. Quando a instância estiver configurada da forma como você deseja, você pode empacotá-la. Demora vários minutos para o processo de empacotamento ser concluído. Depois de o processo ser concluído, você terá um pacote, que consiste em um manifesto de imagem (image.manifest.xml) e nos arquivos (image.part.xx) que contêm um modelo para o volume raiz. Em seguida, você carrega o pacote para seu bucket Amazon S3 e registra sua AMI.

Quando você executa uma instância usando a nova AMI, criamos o volume do dispositivo raiz da instância usando o pacote que você carregou para o Amazon S3. O espaço de armazenamento usado pelo pacote no Amazon S3 gera cobranças na sua conta até que você o exclua. Para obter mais informações, consulte Cancelar o registro da AMI do Linux.

Se você adicionar volumes de armazenamento de instâncias à sua instância além do volume do dispositivo raiz, o mapeamento de dispositivos de blocos para a nova AMI conterá informações para esses volumes, e os mapeamentos de dispositivos de blocos para as instâncias que você executar pela nova AMI conterão automaticamente informações para esses volumes. Para obter mais informações, consulte Mapeamento de dispositivos de blocos.

Pré-requisitos

Antes que você crie uma AMI, é preciso concluir as tarefas seguir:

  • Instale as ferramentas da AMI. Para obter mais informações, consulte Configuração das ferramentas de AMI.

  • Instale a AWS CLI. Para obter mais informações, consulte Configuração da AWS Command Line Interface.

  • Verifique se você tem um bucket Amazon S3 para o pacote. Para criar um bucket do Amazon S3, abra o console do Amazon S3 e clique em Create Bucket (Criar bucket). É possível também usar o comando mb da AWS CLI.

  • Verifique se você tem seu ID de conta da AWS. Para obter mais informações, consulte Identificadores de conta da AWS em AWS General Reference.

  • Certifique-se de que você tem o ID de chave de acesso e a chave de acesso secreta. Para obter mais informações, consulte Chaves de acesso em AWS General Reference.

  • Verifique se você tem um certificado x.509 e a chave privada correspondente.

    • Se você precisar criar um certificado X.509, consulte Gerenciamento da assinatura dos certificados. O certificado X.509 e a chave privada são usados para criptografar e descriptografar sua AMI.

    • [China (Pequim)] Use o certificado $EC2_AMITOOL_HOME/etc/ec2/amitools/cert-ec2-cn-north-1.pem.

    • [AWS GovCloud (US-West)] Use o certificado $EC2_AMITOOL_HOME/etc/ec2/amitools/cert-ec2-gov.pem.

  • Conecte-se à sua instância e personalize-a. Por exemplo, você pode instalar softwares e aplicativos, copiar dados, excluir arquivos temporários e modificar a configuração do Linux.